Objetivos e Metas

 
Objetivo Geral:
O objetivo geral do estudo proposto é avaliar o histórico da influência das mudanças ambientais globais na ciclagem do carbono e na diversidade biológica em ecossistemas costeiros, e as interferências antrópicas atuais e locais nesta relação, utilizando o ecossistema de restinga e as lagoas do PARNA Restinga de Jurubatiba como modelo.
 
Objetivos Específicos:
1. Avaliar como mudanças nos padrões pluviométricos influenciam os mecanismos de aporte, estocagem e exportação de carbono nas lagoas Jurubatiba e Comprida;
2. Avaliar padrões temporais na contribuição relativa das espécies vegetais, relacionados a sua fenologia e ao clima, na magnitude do aporte de detritos a serapilheira num ecossistema de restinga;
3. Avaliar, através de ensaios em microcosmos, o efeito do compartimento bentônico sobre o fluxo de CO2 e CH4 na interface sedimento-água nas lagoas costeiras Jurubatiba e Comprida;
4. Quantificar a decomposição de longo prazo e, portanto, a dinâmica C, nas restingas costeiras por meio de um protocolo comum de uso global, prevendo integrar dados globais para cenários climáticos futuros, previstos para o mundo;
5. Verificar como as características funcionais das espécies estão relacionadas às variáveis ambientais como a disponibilidade de água, assim como outras variáveis ambientais que caracterizam o ecossistema de restinga;
6. Avaliar os efeitos do lençol freático na disponibilidade de nutrientes nos ambientes arenosos da formação aberta de Clusia em correlação com as lagoas e verificar seus efeitos sobre a vegetação;
7. Descrever variações anuais e plurianuais nos parâmetros demográficos de espécies (fitoplancton, zooplancton, gramíneas, artrópodes, peixes, répteis, anfíbios e mamíferos) e na estrutura de comunidades em função de variações climatológicas e verificar a ocorrência de espécies ameaçadas, endêmicas ou de interesse conservacionista que podem servir como parâmetros para a inferência do grau de conservação dos diferentes pontos amostrais da área de estudo; 
8. Avaliar a dinâmica de espécies-alvo e monitorar parâmetros de interesse, que permitam comparações espaciais e temporais, visando a identificação de padrões e flutuações relacionadas a mudanças climáticas;
9. Avaliar os efeitos do impacto antrópico na distribuição, abundância e riqueza de espécies focais na área de estudo e monitorar a distribuição e abundância de espécies invasoras e exóticas (gramíneas, artrópodes, peixes e mamíferos)no PARNA Restinga de Jurubatiba;
10. Descrever variações anuais e plurianuais na abundância de espécies-alvo em função de variações temporais em elementos do clima (precipitação, umidade, temperatura e insolação) e a fenologia de plantas da restinga que possam produzir recursos alimentares aos consumidores;
11. Modelar a resposta de grupos alvo a mudanças ambientais de curto (anual) e longo-prazo (plurianual) e a estruturação espacial e temporal de populações;
12. Avaliar a variação da composição genética da população de anfípodes aquáticos e semi-terrestres, determinando possíveis eventos de especiação em relação a eventos paleogeográficos, além de elucidar efeitos e mecanismos de resposta às variações ambientais locais;
13. Avaliar a percepção das comunidades locais quanto ao reconhecimento de espécies nativas e exóticas do PARNA Restinga de Jurubatiba, às consequências das invasões biológicas, aos usos e importância dessas espécies, bem como seu histórico de introduções;
14. Divulgar a informação produzida no projeto à população local, de modo a integrá-la na conservação dos ambientes de restinga;